Você já se arrependeu?

Arrependimento é um sentimento muito negativado em nossa sociedade. Você arrepender-se é visto como sinal de fracasso, de falha, de falta de raciocínio anterior à decisão. E parece que tudo é pautado no arrependimento, ou melhor, de forma a evitá-lo: “Não faça uma tatuagem assim ou assado porque você pode se arrepender”, “Não perca esta oportunidade porque você vai se arrepender” etc., etc.

A verdade é que o problema não é o arrependimento em si, mas sim a forma como os outros nos verão depois dele. O medo do julgamento é maior do que o medo de arrepender-se.

Sendo assim, a raiz do problema do arrependimento é a o fato de nos importarmos muito com a visão dos outros sobre nós mesmos.

Pare e pense: do que você se arrepende na vida? Não tenha medo de admitir que se arrepende de algo, pode ser desde a compra de um item até um relacionamento no qual esteve.

Agora pense: No que isso contribuiu para a composição da pessoa que você se tornou?

Eu, por exemplo, já me arrependi de muitas decisões financeiras tomadas com base na ansiedade e também já me arrependi de muitos relacionamentos que tinham por base a carência e falta de amor próprio.

A grande máxima de tudo isso é: Faz bem arrepender-se! É isso mesmo, faz bem. Você cresce, aprende, se torna mais inteligente, astuto, esperto. Você desenvolve o autoconhecimento, que é um aprendizado constante sobre si mesmo que você levará para toda a vida e para qualquer área dela.

Nesse sentido, não tenha vergonha e não sucumba às pressões alheias sobre o que você quer para sua vida. Afinal, as decisões são suas e os arrependimentos também, portanto é a sua voz que você deve escutar.

Existe lugar para os conselhos

É preciso saber distinguir a preocupação genuína de familiares e amigos, que estão vendo tudo com uma ótica externa e pode nos aconselhar melhor sobre determinadas decisões, da mania de algumas pessoas em se meterem e opinarem sobre tudo.

Faça-se sempre a pergunta: O que essa pessoa ganharia me alertando sobre isso? ou ainda: Por que essa pessoa se importa comigo e com o que eu vou sentir?. A partir daí é possível discernir entre quem quer de fato o nosso bem, quem quer apenas nos julgar por esporte, e quem quer apenas projetar suas frustações ou realizações em nós.

Espero que esse texto tenha contribuído para que você possa aceitar-se mais e aceitar seus erros e decisões, afinal você é o único(a) quem vive sua vida e é a única pessoa capaz de dizer o que vale o seu arrependimento. Fica de sugestão para leitura esse livro sobre A Coragem de Ser Imperfeito. Boa leitura!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s